Mais um absurdo nos colégios cívico-militares do Paraná

 

Monitor imobiliza aluno pelo pescoço em colégio militar em Rolândia

O episódio não é um ‘caso isolado’ e acaba refletindo a realidade das escolas que seguem esse modelo no Paraná.

O vídeo de um monitor imobilizando um aluno pelo pescoço no Colégio Cívico Militar Vila Nueva, em Rolândia, repercutiu nesta terça-feira (5) pelas redes sociais e por grupos de aplicativos de mensagens.

A reportagem confirmou que o fato filmado pelos estudantes da escola aconteceu na segunda-feira (4) e que a chefe do Núcleo Regional de Educação (NRE), Jéssica Pieri, foi até o colégio na manhã desta terça-feira para apurar o procedimento do monitor que usou a força física para imobilizar o adolescente.

O aluno teria se envolvido em uma briga por causa de uma blusa, o que foi confirmado pela Secretaria Estadual de Educação (Seed), que respondeu a reportagem por meio de uma nota. A pasta ainda afirma que o monitor “conteve” o aluno “até que ele se acalmasse”.

“Diante de uma briga entre alunos, o monitor militar do colégio conteve um dos estudantes até que ele se acalmasse. A escola está fazendo o acompanhamento pedagógico com os alunos envolvidos no conflito e apurando detalhes do problema”, declarou a Seed.

Lembrando que o Ministério Público do Paraná (MPPR) já emitiu parecer favorável à ação que pede para tornar inconstitucional a lei de implantação dos colégios cívico-militares no estado.

Monitor de colégio militar imobiliza aluno pelo pescoço no PR; assista

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*