Deputados governistas assinam um cheque em branco para Ratinho Jr e Bolsonaro

 

Em uma votação relâmpago, com voto contra da oposição, a Assembleia Legislativa (Alep) aprovou ontem (18) o projeto de lei do governo Ratinho Jr. que prevê a entrega, por 30 anos, da administração e exploração das rodovias estaduais à União para que sejam incluídas no novo modelo de concessão à iniciativa privada. O projeto recebeu 12 votos contrários e 40 favoráveis.

Pedágio – Oposição vota contra o projeto do governo Ratinho/Bolsonaro. Um dos principais motivos alegado pelos parlamentares é falta de transparência dos projetos das obras a serem executadas; a bancada petista criticou ainda a criação de 15 novas praças de pedágio no Estado. O projeto de lei 372/2021 de autoria do Poder Executivo que prevê a delegação por 30 anos da administração e exploração das rodovias estaduais à União. As irregularidades do PL 372/2021 são inúmeras. Não há identificação dos trechos das rodovias estaduais que serão objeto da delegação. Também falta a minuta do edital e o contrato da licitação, o que dá muita margem para manobras políticas. É como se a Assembleia assinasse um cheque em branco para a Secretaria de Infraestrutura e Logística e para o Ministério da Infraestrutura. A exploração das rodovias paranaenses nos últimos 24 anos já custou muito caro à população.  Por fim, fechando a lista, o projeto encaminhado aos deputados para análise não contém a cópia dos estudos do Programa de Exploração das Rodovias (PER). Como diz um caminhoneiro: “Nós queremos estradas mais seguras, mas não dessa forma!”.

Sob críticas da oposição, Base do Governo entrega rodovias estaduais para o pedágio

Votaram contra o projeto os deputados Arilson Chiorato (PT), Coronel Lee (PSL), Goura (PDT), Luciana Rafagnin (PT), Luiz Cláudio Romanelli (PSB), Mabel Canto (PSC), Professor Lemos (PT), (PT), Requião Filho (MDB), Soldado Fruet (PROS), Subtenente Everton (PSC) e Tadeu Veneri (PT).

Veja como votaram os deputados no projeto que delega as rodovias estaduais à União por 30 anos:

 

NÃO

 

Arilson Chiorato (PT)

Coronel Lee (PSL)

Goura (PDT)

Luciana Rafagnin (PT)

Luiz Cláudio Romanelli (PSB)

Mabel Canto (PSC)

Professor Lemos (PT)

Requião Filho (MDB)

Soldado Fruet (PROS)

Subtenente Everton (PSC)

Tadeu Veneri (PT)

 

 

SIM

 

Ademir Bier (PSD)

Alexandre Amaro (REPUB)

Alexandre Curi (PSB)

Anibelli Neto (MDB)

Artagão Junior (PSB)

Mara Lima (PSC)

Cobra Repórter (PSD)

Cristina Silvestri (CID)

Delegado Fernando Martins (PSL)

Delegado Francisquini (PSL)

Delegado Jacovós (PL)

Do Carmo (PSL)

Douglas Fabrício (CID)

Dr. Batista (DEM)

Elio Rush (DEM)

Emerson Bacil (PSL)

Evandro Araújo (PSC)

Francisco Buhrer (PSD)

Galo (PODE)

Gilberto Ribeiro (PP)

Gilson de Souza (PSC)

Gugu Bueno (PL)

Homero Marchese (PROS)

Hussein Bakri (PSD)

Jonas Guimarães (PSB)

Luiz Carlos Martins (PP)

Luiz Fernando Guerra (PSL)

Márcio Pacheco (PDT)

Mauro Moraes (PSD)

Michele Caputto (PSDB)

Nelson Justus (DEM)

Nelson Luersen (PDT)

Paulo Litro (PSDB)

Plauto Miró (DEM)

Reichembach (PSC)

Ricardo Arruda (PSL)

Rodrigo Estacho (PV)

Soldado Adriano José (PV)

Tercílio Turini (CID)

Tiago Amaral (PSB)

Tião Medeiros (PTB)

 

NÃO VOTARAM

 

Ademar Traiano (PSDB)

Boca Aberta Jr. (PROS)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*