Erro em sorteio da Lotomania põem credibilidade do sistema de auditores populares em xeque

 

Um erro aparentemente simples durante sorteio da Lotomania, concurso 2169, no Espaço Loterias da Caixa, localizado no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo, chamou a atenção de quem acompanhava a transmissão vivo pelos canais da Caixa. Durante a “cantada” dos números do sorteio, o apresentador errou a dezena sorteada, o que ocasionou uma sequência de erros que deixou os internautas irritados e evidenciou um problema ainda mais preocupante.

Ao sortear a 14ª dezenas, o apresentador Ferreira Jr. anunciou o número 68, ao invés de 98 (que era o número mostrado na tela). No entanto, o número 68 já havia sido sorteado (4ª bola retirada do globo da sorte). Veja a seguir:

O erro pegou o profissional que cuida do gerador de caracteres confuso e ele parou de atualizar os números que aparecem na tela da transmissão, o que disparou uma série de críticas por parte dos internautas que acompanharam.

A coisa piorou ainda mais ao término do sorteio. O apresentador repetiu cada uma das 20 bolas sorteadas, voltou a falar duas vezes o número 68 e ao perguntar se os auditores populares confirmavam o resultado, ambos disseram: “Confirmo”. Os teóricos que questionam a credibilidade do sistema se deleitaram

A partir disso, os internautas enlouqueceram e começaram a questionar a lisura do processo e a credibilidade do sorteio, bem como utilizada dos auditores populares. “68 duas vezes… apresentador: ‘Auditores confirmam?’. Auditores: ‘sim, CONFIRMO’. Dois auditores; um comeu bola, e o outro, comeu mosca, confirmaram que são dois imprestáveis incompetentes, mas que recebem pra isso. (dinheiro jogado fora)”, disse o internauta Ariel Rodrigues.

Já Jany Maciel reclamou. “Esses auditores aí adiantam de nada. Tinham que ter visto isso do número 68 ser sorteado duas vezes e terem questionado. Como podemos confiar nesses sorteios, hein Caixa Econômica? Como assim ter 2 números repetidos? Bolas da mesma cor? Tem que haver uma auditoria nessas bolas. Vamos ligar na ouvidoria da caixa e denunciar”.

No exato momento que percebemos o erro (acompanhamos diariamente os sorteios das loterias da Caixa  que claramente foi de leitura da dezena (por distração ou algo parecido), a Tribuna entrou em contato com a assessoria de imprensa da Caixa, ainda na noite de terça-feira.

Em seguida, enviou, seguindo orientação, um email questionando sobre o erro e, especialmente, os critérios de seleção e relevância dos ditos auditores populares, que neste caso, não conseguiram sequer observar o erro e validaram-no, gerando toda a confusão. O erro, em si, não era o fico, mas sim a atuação dos auditores.

Apenas as 16h desta terça-feira a Caixa retornou ao pedido de posicionamento realizado há uma semana. Veja a nota oficial:

“A CAIXA informa que, durante o sorteio do concurso 2169 da Lotomania, ocorrido no dia 13 de abril, o locutor se equivocou ao falar o número da 14ª bola sorteada, que foi a “98”, conforme se verifica nas imagens transmitidas ao vivo e disponíveis no perfil da CAIXA no YouTube.

O equívoco foi corrigido pelo próprio locutor ao fim dos sorteios das modalidades do dia, com acompanhamento dos auditores populares presentes.

É atribuição dos auditores conferir a colocação e a sequência numérica correta das bolas nos repositórios dos globos e validar os números sorteados. Após a correção pelo locutor, todos os números sorteados foram confirmados novamente pelos auditores, conforme também pode ser visto nas imagens disponibilizadas”.

Ficou sem resposta a avaliação sobre a atuação dos auditores populares e eventuais correções ou reforço de procedimentos para que o erro não aconteça novamente, visto que eles estão lá justamente para apontar equívocos e tornar o processo o mais claro e crível possível.

 

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*