Beach tennis e bodyboard abrem competições do Verão Paraná no Litoral

 

Durante a temporada ocorrerão eventos esportivos e de lazer dentro do calendário da etapa Litoral dos Jogos de Aventura e Natureza, promovidos pela Superintendência Geral do Esporte do Paraná. 

As competições da temporada do Verão Paraná – Viva a Vida 2021/2022 já começaram no Litoral do Estado. As primeiras foram de beach tennis e de bodyboard, que movimentaram cerca de 800 atletas, somando todas as etapas de ambos os esportes. Durante a temporada ocorrerão eventos esportivos e de lazer dentro do calendário da etapa Litoral dos Jogos de Aventura e Natureza promovidos pela Superintendência Geral do Esporte do Paraná.

De acordo com o superintendente-geral do Esporte, Helio Wirbiski, o pontapé inicial das competições do Verão Paraná – Viva a Vida, com beach tennis e bodyboard, foi só um pouco do que está preparado para a temporada.

“Todos os fins de semana teremos dois grandes eventos esportivos, além de pessoas que vão trabalhar na orla para atender a população, com danças e shows de artistas de circo, levando entretenimento para os veranistas. É um planejamento completo pela área de esporte”, disse.

BEACH TENNIS – Dentre as competições, aconteceu o Pan-Americano de beach tennis, com a participação de atletas do Brasil, Argentina, Paraguai, Bolívia, Chile, Aruba e Curaçao. Seis atletas atletas que jogaram nas areias do litoral paranaense estão entre os 10 melhores do mundo.

O coordenador da Federação Brasileira de Beach Tennis, Jeferson Pinto, que esteve em Caiobá, valorizou a estrutura, a organização e todo apoio para a realização do evento. “É uma satisfação ver as areias de Caiboá lotadas com mais de 400 atletas, em 20 quadras. Nada melhor que um torneio deste nível para inaugurar este verão que promete muito nas praias do Paraná”, afirmou.

BODYBOARD – No domingo também aconteceu as finais do bodyboard na praia Brava de Matinhos, com oito categorias, duas a menos que na etapa de Caiobá, que teve a categoria de apresentação, Legends, acima de 45 anos; e o drop-knee. Do circuito inteiro, somando as três etapas, houve aproximadamente 300 inscrições, uma média de 100 atletas por evento.

O presidente da Federação de Bodyboard, Luis Renato Angelis, destacou os detalhes que embelezam todo o evento, por meio da parceria os com órgãos públicos. “É muito bom estar em parceria com o Governo do Estado porque há suporte na etapa de premiação, com medalhas e troféus e, além disso, todos os atletas recebem brindes. Isso engrandece o evento”, afirmou.

Já o atleta Miguel Bueno, de Barra Velha, Santa Catarina, ganhou a categoria sub-16, e enalteceu a primeira experiência no topo do pódio, com a perspectiva de retornar ao litoral paranaense mais uma vez.

“É especial ter vencido esta competição, pois é o meu primeiro ano competindo. A estrutura foi muito boa e conseguiu me dar todo o apoio necessário para estar à vontade para competir. Isso só valoriza a competição, porque deixa mais atrativa para as pessoas que querem participar e aumenta a competitividade entre os atletas”, afirmou.

CALENDÁRIO – Dentro dos Jogos de Aventura e Natureza, que estão inseridos no quadro de competições do Verão Paraná – Viva a Vida, haverá, no fim de semana de 7 e 8 de janeiro, o Cross Game – competição e crossfit na areia; de 12 a 15 o Campeonato Brasileiro de Handebool de areia, com mais de 10 estados participando; e no final de semana seguinte o campeonato brasileiro de Freestyle e o paranaense de futevôlei.

No último fim de semana de janeiro haverá o Campeonato Paranaense de Vôlei de Praia, com as categorias de 16 anos até a especial – livre. No primeiro fim de semana de fevereiro será realizada a classificatória para o mundial de vôlei escolar. Na segunda semana acontece o mundial de beach tennis individual, que terá mais de 400 atletas.

ECONOMIA – De acordo com o coordenador-geral dos Jogos de Aventura e Natureza, Marcos Aurélio Schemberger, as competições do Verão Paraná sempre atraem pessoas novas para desbravar o Estado, especialmente as praias, e elas deixam em média 100 dólares por dia no município. Segundo o ele, isso é importante para o desenvolvimento turístico na região.

“A operação para o verão deste ano será a maior da história no Paraná. Eu digo não só na área do esporte, pois o governo preparou uma estrutura maior que as outras temporadas em várias áreas como segurança e limpeza pública. Todos esses atributos fazem com que o turista venha para o Paraná. Estamos  na expectativa de ter visitantes do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Argentina, Paraguai e Uruguai”, disse.

COMUNIDADE – Durante o Verão Paraná – Viva a Vida haverá espaços para veranistas e moradores, com palco, tenda para atividades infantis, quadra de esporte (futebol de areia, beach tennis, voleibol de areia, futevôlei e basquetebol 2×2), arena esportiva, muro de escalada e tirolesa.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*