Balanço da Operação Verão

 

Mais de 600 mil atendimentos em atividades esportivas e de recreação, reforço em segurança e proteção à população, incremento em investimentos e ações de saúde, retirada de 430 toneladas de resíduos sólidos das areais e força-tarefa para fiscalização ambiental. Esses são alguns resultados nos 50 dias do Verão Paraná – Viva a Vida 2021/2022 no Litoral do Estado, que vai até o começo de março.

O balanço do programa, que intensifica a presença do Governo do Estado com serviços e ações a veranistas e moradores, foi apresentado nesta terça-feira (8) pelo secretário da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares, em reunião no Sesc Caiobá, em Matinhos. Coordenador estadual do Verão Paraná, o secretário conduziu o encontro, que teve a participação de coordenadores ou representantes de todas as instituições estaduais atuantes no projeto desta temporada.

“O período de 50 dias foi marcado por entrega de serviços e ações e por comprometimento das equipes”, afirmou. “O que acontece aqui no Litoral é fruto de uma integração, de planejamento prévio com a participação de todos. Veranistas e moradores do Litoral estão muito bem assistidos, graças a esse trabalho integrado”.

ESPORTE – De 28 de dezembro a 30 de janeiro, o Verão Paraná – Viva a Vida bateu o recorde de todas as edições no Esporte, efetuando 607.273 atendimentos no Litoral e no Noroeste. Os atendimentos se referem aos cadastros feitos nos postos fixos e interações com o trio elétrico que percorreu toda a orla de Matinhos até Pontal do Sul, em Pontal do Paraná.

De acordo com o superintendente-geral do Esporte, Helio Wirbiski, os postos fixos do Verão Paraná foram estruturados com palcos para as aulas, muro de escalada com tirolesa, mesa de futmesa, além de quadras de vôlei de praia, futebol e beach tennis, entre outros. Todas as atividades foram preparadas, acompanhadas e conduzidas por mais de 250 profissionais e acadêmicos de educação física, turismo, enfermagem e comunicação.

“Trouxemos entretenimento, lazer, cultura e apresentações circenses para as famílias, além de orientação sobre prevenção à Covid-19”, disse.

SAÚDE  A Secretaria estadual da Saúde reforçou ações de enfrentamento à Covid-19, à dengue e outras doenças. Segundo o chefe de gabinete da pasta, Cesar Neves, as ações e serviços no Verão Paraná tiveram um investimento de cerca de R$ 10 milhões. “Colocamos mais helicópteros, um avião para remoção, inclusive à noite, o que não acontecia nas temporadas passadas. Tivemos também maior aporte de testes antígenos para a Covid-19, com resultados mais rápidos e mais conclusivos para a população”, explicou.

MEIO AMBIENTE  A Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo também teve resultados positivos nesses 50 dias de Verão Paraná. O Instituto Água e Terra (IAT) atua com o monitoramento semanal da balneabilidade do Litoral e das praias de água doce do Interior. Foram sete boletins até o momento.

O IAT realizou três forças-tarefas de fiscalização para coibir crimes contra a pesca (período da Piracema), desmatamento, caça ilegal e não cumprimento às condicionantes de licenças ambientais. Foram lavrados Autos de Infração Ambientais (AIAs) que totalizaram R$ 320,5 mil em multas e apreendidos diversos equipamentos usados em desmatamento e pesca ilegais.

LIMPEZA DAS AREIAS – A Sanepar recolheu mais de 430 toneladas de resíduos sólidos nos 48 quilômetros de faixa de areia das praias de Guaratuba, Matinhos e Pontal do Paraná, até 31 de janeiro. O número representa uma média diária de 11,5 toneladas de lixo recolhidos no Verão Paraná. No mesmo período da temporada passada a média diária foi de 11,2 toneladas.

A Sanepar destinou, também, 26.848 kg de materiais recicláveis às associações de coletores dos municípios.

Neste ano a Companhia ofertou passarelas de acessibilidade, tablados que foram instalados nas areia para as pessoas com deficiência, pessoas com carrinhos de bebê e veranistas de maneira geral chegarem com mais segurança perto do mar. “Nossa estrutura contou com limpeza das areias, cadeiras anfíbias, duchas ecológicas e passarelas de acessibilidade, que foi a grande novidade desse ano”, avaliou o gestor de Educação Ambiental da Sanepar, Guilherme Zavataro.

ENERGIA – Para garantir o fornecimento de energia a toda população do Litoral e também aos veranistas, a Copel tem geradores à disposição e aumentou o número de trabalhadores na região.

A empresa também fez 1.200 empréstimos de guarda-sóis e jogos de frescobol para os veranistas que aderissem à fatura digital da conta de luz. A ação faz parte do compromisso da Copel com o meio ambiente, reduzindo custos com produção de menos material.

“Nas areias, trabalhamos em conjunto com a Secretaria do Esporte. Foi muito gratificante. Tivemos também um casal que já faz parte da Copel palestrando para crianças sobre a segurança na utilização de energia elétrica e consumo consciente, e isso encantou bastante. Sempre apostamos  muito nas crianças porque elas são grandes multiplicadoras”, disse o gerente do departamento de serviços da Copel, Sidney Garstka.

TURISMO – De acordo com o diretor- presidente da Paraná Turismo, Irapuan Cortes Santos, foram implantados no Litoral seis tendas da empresa para oferecer informações aos veranistas e apresentar outros locais de turismo no Estado. “Atendemos mais de 20 mil turistas durante estes meses da Operação Verão e foi muito válido”, disse Santos.

CIDADANIA – A Secretaria da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf), em parceria com outros órgãos do governo estadual, promoveu atividades gratuitas relacionadas a emprego e renda ao Paraná. Foram serviços de informações e orientações e até oportunidade de trabalho para os veranistas e moradores da região.

O gerente de Projetos da Sejuf, Leonardo Xavier, avalia como muito positivas a adesão e a proximidade da população com os serviços oferecidos. “Foi muito importante em relação às nossas políticas públicas e de assistência social e em relação ao que a Secretaria de Justiça propõe à população”, disse.

DETRAN – O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran/PR) fez 4.537 atendimentos técnicos no Litoral (serviços prestados pelo referentes a condutores e veículos), 11.283 nas tendas Detran Educa, sendo 6.518 crianças e 4.765 adultos, além de alcançar 5.792 pessoas em blitzes conjuntas. “Buscamos levar serviços importantes e que muitas vezes o cidadão não consegue fazer no dia a dia”, afirmou Dayana Cavalli, da Escola Pública de Trânsito do Detran/PR.

PRESENÇAS – Também participaram da reunião de balanço das ações o gerente do departamento de serviços da Copel, Sidney Garstka, e a gerente de Gestão de Bacias Hidrográficas do IAT, Danieli Teixeira Tortato.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*